PRÁ FRENTE, CAMPO GRANDE!

Postado em

Campo Grande

         Não sou pró-Bernal. Não sou pró-Olarte. Não sou contra o Bernal. Não sou contra o Olarte. Sendo assim, o que sou então?

         Sou a favor de Campo Grande-MS! Quero seu progresso com sustentabilidade, satisfazendo nossas necessidades sem comprometer a satisfação das necessidades das gerações futuras.

         Não me importa e nem me interessa saber a qual partido político pertence o indivíduo que comanda ou que comandará a cidade!

         Quero os postos de saúde funcionando, com equipamentos adequados, medicamentos suficientes, médicos e enfermeiros devidamente remunerados; enfim, não quero mais ver meus irmãos penando em filas quilométricas e mofando pelos corredores em leitos improvisados.

         Quero todos os professores em sala de aula, instruindo nossas crianças, mas com salários dignos, em dia e que sejam cumpridos todos os acordos.

professor 1

         Quero asfalto nas ruas dos bairros e melhorias nos asfaltos já existentes; quero toda a máquina de infraestrutura em funcionamento com água encanada e de boa qualidade, esgoto – saneamento básico, luz elétrica nas casas e nas ruas; quero tudo o que tenho direito, afinal pago impostos e exijo retorno.

         Quero todos profissionais valorizados a fim de evitarmos as greves e a cidade voltar a andar, sem tantos empecilhos! Porque sabemos que a cidade está parada! Não só parou de crescer, mas parou de andar! Gente, vamos desembaraçar! Minha cidade pede socorro!

         E que tal aproveitar que estou dizendo tudo o que quero para melhorar nossa cidade e pedir mais um pouco? Então vou arriscar e dizer que quero mais: QUERO redução em 50% no salário dos vereadores, QUERO redução em 50% nos veículos e combustível utilizados pela Câmara Municipal, assim como QUERO extinção de cargos sem concurso na referida casa.

         E que tal construir ciclovias? Não apenas ciclovias para os pais passearem aos domingos com seus filhos pelas avenidas, mas que levem o trabalhador do bairro para o centro da cidade. (Moreninhas-Centro; Aero Rancho-Centro; Coophavila-Centro; etc.)

ciclocia

        

         Não estou pedindo muito! É uma conta tão fácil de ser feita! É pura economia doméstica! Se em minha casa, resolvo gastar com carros e empregados, mais do que recebo de salário, a conta não fecha. Todo mês faltará uma parte para cobrir o rombo e minha casa ficará desguarnecida, dispensa e geladeira vazias, contas acumulando sem pagamento, salário da empregada atrasado, etc.

         É um toma-lá-dá-cá: pago impostos e exijo retorno em benfeitorias! Enfim, que sejam cumpridas as leis, tudo com lisura, honestidade, probidade, decoro e honradez. É o mínimo que posso pedir (e exigir)!

         Prá frente Campo Grande! “Bora” trabalhar!

         Parabéns pelos seus 116 anos de fundação! Que Deus a proteja dos maus elementos, usurpadores e intrusos! E que venham, para administrá-la, pessoas de bem, honestas e de boa-fé!

Feliz Aniversário

Simone Possas Fontana

(escritora gaúcha de Rio Grande-RS,

membro da Academia de Letras do Brasil/MS, ocupando a cadeira 18,

membro correspondente da Academia Riograndina de Letras,

membro da UBE/MS – União Brasileira de Escritores,

autora dos livros MOSAICO, A MULHER QUE RI e PCC,

formada em Letras, contista da Revista Cultura do Mundo,

blog: simonepossasfontana.wordpress.com)

capa mosaico

capa a mulher que ri

capa PCC

Obs.: Crônica escrita em 25/08/2015, véspera do aniversário de 116 anos de Campo Grande-MS.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s