BAITA SAUDADE

Postado em Atualizado em

Saudade

            Que alegria eu senti ao ouvir o lindo sotaque gaúcho do taxista do aeroporto de Porto Alegre-RS até a Rodoviária. Quanto calor humano! Em poucos minutos atualizou-me sobre a greve dos caminhoneiros, a morte por atropelamento em São Sepé-RS de um dos caminhoneiros, sobre o Grenal no próximo domingo, sobre a chuva, a temperatura, o preço do tomate, o trânsito, as obras da cidade, praias. Comentou até sua idade, 53 anos e que é pai de três filhos.  Ao chegar ao destino eu já tinha até explicado-lhe como chegar a Barra de Ibiraquera em Imbituba-SC, praia tranquila, ideal para famílias com crianças. Baita saudade!

            Que saudade estava de pisar nos paralelepípedos da minha antiga cidade de Rio Grande-RS! Para matar a saudade de andar por essas ruas, fiz caminhada de 90 minutos! Baita saudade!  Meu coração foi inchando… Inchando… Parecia que iria logo explodir de tanta felicidade.

            Que saudade ao abraçar minha amada tia Dilma. Naquele abraço revi todos os momentos de alegria e muitas gargalhadas de toda nossa vida. Baita saudade!

            Que saudade ao abraçar minhas primas, as gêmeas Milena e Melissa, agora com suas filhas. Revi toda nossa infância e juventude na Praia do Cassino. Baita saudade!

praia do cassino

            Que saudade da prima Miralice, das nossas conversas, confidências e amizade! Baita saudade!

            Que saudade do primo Tales Marx! Ao abraçá-lo revi também nossas caminhadas pelas areias da Praia do Cassino e pela Avenida Rio Grande, na mesma praia. Baita Saudade!

            Quanta saudade dessa família maravilhosa (agora maior com seus maridos, esposas, filhos e netos). Baita saudade!

            Em cada abraço, a pressão aumentava; o coração já ia explodir em lágrimas, as quais disfarcei muito bem com sorrisos. Baita saudade!

 

Simone Possas Fontana

(escritora gaúcha de Rio Grande-RS,

membro da Academia de Letras do Brasil/MS, ocupando a cadeira 18,

membro correspondente da Academia Riograndina de Letras,

autora dos romances MOSAICO e a MULHER QUE RI,

formada em Letras, contista da Revista Cultura do Mundo,

blog: simonepossasfontana.wordpress.com)

 

Minhas Anotações:

Simone

– Texto escrito em março/2015.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s