METAMORFOSE MUNDIAL

Postado em

globo 

             Tenho dezessete anos e este é meu desabafo!

            Estou impressionada e decepcionada com o mundo atual. Tudo gira em torno de dinheiro. DINHEIRO, DINHEIRO E MAIS DINHEIRO!

            Queria que houvesse mudança: uma metamorfose mundial!

            Se vou ao médico queixando-me de um resfriado, ele aceita e receita alguns remédios, sem avisar-me que esses medicamentos são fortes, que podem causar distúrbios intestinais, problemas no fígado, etc., e não adianta reclamar, pois o dinheiro da consulta já está nas mãos desses profissionais desumanos que não se importam com o sacrifício que fazemos para pagá-los. Parece que não sabem que é necessário trabalhar metade do mês para pagar o que se gasta em uma hora num consultório médico. Isso sem falar que o preço das consultas cresce assustadoramente!!!

            Só querem o dinheiro. DINHEIRO, DINHEIRO E MAIS DINHEIRO!

            E assim vai aumentando minha raiva do mundo. Este mundo cão onde só o potencial é aceito, onde a fama é glorificada, onde tudo gira em torno do dinheiro, onde o pobre é massificado cada vez mais e sufocado por esse bando de desumanos como canibais esfomeados.

canibal

            Se vou ao dentista para obturar um dente, saio de lá com várias consultas marcadas para extrair um aqui, ajeitar um ali, tratar uma pequena cárie ou um canal, etc. E assim vai todo nosso esforço quinzenal em uma cadeira de dentista.

            Tudo gira em torno do dinheiro. DINHEIRO, DINHEIRO E MAIS DINHEIRO!

            Aí eu me pergunto: por que não existem mais profissionais honestos? Profissionais humanitários? Por que tornar as coisas mais difíceis? Poderiam ser tão fáceis! Tão simples! Talvez a resposta do porquê esteja acontecendo tantas barbaridades contra nós, seja que eles (os poderosos) já tenham passado por isso; já tenham sofrido o bastante e agora queiram se vingar, escravizando o pobre operário. É a única razão que encontrei!

            Algumas pessoas culpam a Deus, mas Ele não tem culpa do que está acontecendo. Ele nos deu um mundo maravilhoso onde só existia paz, onde tudo era amor e harmonia. O mundo está mudado! Acontecem muitas lutas e imperam o ódio, o rancor e o egoísmo. O capital reina. Violência gera violência e assim o pobre fica por baixo de toda essa podridão, onde o superficial domina. Pobre esse que tem que fazer milagres para sustentar sua família e, ainda por cima, existe um tipo de profissional que tira, desonestamente, o que resta desse infeliz, para encher os próprios bolsos e gastar em supérfluos, apenas para dizer que possui.

dinheiro

            Estou com raiva deste mundo! Tenho vontade de chorar, gritar, de falar tudo o que tiver vontade para esses falsos profissionais. Sei que se fizer isso certamente serei processada por calúnia ou difamação. Estou cansada de ver tanta gente humilhada pelos poderosos que se dizem profissionais.

            Tudo gira em torno do dinheiro. DINHEIRO, DINHEIRO E MAIS DINHEIRO!

            Estou procurando um lugar onde não se precise de dinheiro. Talvez encontre.

            Quem sabe encontre no campo? Convidar minha família para passar algumas horas no campo. Livres, despreocupados e agradecer por esse tempo de permanência juntos, sem falar em dinheiro.

            Quem sabe encontre na criança? Ela é pureza e alegria. Não existe maldade. Passar a tarde brincando com essa criança, talvez me liberte, me sinta mais gente e esqueça um pouco esse terrível problema.

            Quem sabe encontre no ombro amigo? Tenho muitos amigos e orgulho-me disso. Sempre que precisam correm a pedir meu auxílio e sempre que noto que precisam de ajuda, vou socorrê-los. Só que desta vez, eles estão com o mesmo problema que eu: procuram um lugar onde não se fale somente em dinheiro; onde o dinheiro não seja o essencial; onde exista paz!

paz 2

            Já sei onde encontrarei essa paz que procuro: EM MIM! No silêncio do meu coração converso com Deus! Não preciso de hora marcada para chegar nem para sair. Não preciso pagar consulta, pois a única forma de pagamento que Ele exige é amor! E amor tenho bastante para distribuir a todos! Conversamos mansamente. Será uma consulta onde a palavra dinheiro não entrará em cogitação. Somente amor, muito amor.

            Nessa conversa silenciosa agradeço Sua existência; agradeço por este “lugar” só nosso onde consigo me sentir em paz, longe do barulho ensurdecedor das máquinas de fabricar dinheiro!

            Agradeço por existirem os campos, as crianças, os amigos e, sobretudo, por Você existir. Você é minha segurança, minha paz, o meu TUDO!

mulher agradecendo Deus

 

 

Simone Possas Fontana

(escritora gaúcha de Rio Grande-RS, membro correspondente da

Academia Riograndina de Letras, autora dos romances

MOSAICO e A MULHER QUE RI)

 

 

Minhas Anotações:

Simone

– Crônica escrita em junho/1979.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s