DEU BRANCO

Postado em Atualizado em

mente vazia 

                        Hoje amanheci em branco, mente vazia. E agora? O escritor Pedro Mattar sugeriu-me: escreva sobre atualidade, crônicas com cerca de 4.000 caracteres. Tá. E daí? Como farei já que fugiu tudo da minha cachola?

mente vazia 2

                        Não posso entrar em desespero. Política? Corrupção? Saúde? Futebol? Segurança Pública? Meu Deus! Não sei! Não consigo pensar!

mente vazia 1

                         Isso me faz lembrar um texto que escrevi aos 17 anos de idade, intitulado Futuro Poeta, que transcrevo a seguir:

escrevendo

                        “Não sei sobre o que escrevo.

                        Talvez fale das matas e dos rios.

                        Também não sei se devo

                        Falar do verde e ar puro.

                        Será que todo mundo viu?

                        Não sei por que escrevo.

                        Talvez para desabafar,

                        Talvez um pouco de medo

                        Que tudo irá acabar.

                        Não sei onde escrevo.

                        Será em casa, na rua,

                        No quintal, no arvoredo.

                        Minha cabeça não é a mesma.

                        Será melhor a tua?

                        Não sei quando escrevo.

                        Ao clarear ou entardecer.

                        Será tarde ou será cedo?

                        Será antes do padecer?

                        Não sei como escrevo.

                        Será em verso ou em prosa?

                        Não quero parecer um peso,

                        Nem quero ficar famosa.

                        Não sei quanto escrevo.

                        Verso muito ou verso pouco.

                        Demais não sei se devo,

                        Serei considerado um louco.

                        Tentarei de várias maneiras

                        Escrever, pois estarás lendo.

                        Cuidarei não sairá besteira,

                        Pois gentil estarás sendo.”

                        Naquele tempo de minha juventude até poderia dar a desculpa de não escrever por não ter muito conhecimento e o pouco que havia vivido baseava-se apenas no trabalho durante o dia num escritório de advocacia e a noite cursando Faculdade de Letras na FURG, de Rio Grande-RS.

Outra vista aérea de Rio Grande-RS

                        Hoje em dia, isso não procede. Não posso mais usar esse pretexto, já que este “corpitiu” tem vasta experiência de vida. Espero sinceramente que esse marasmo de pensamentos seja breve, apenas um lapso, uma preguiça no pensar, um descanso para o cérebro, um ócio para a mente. Tudo isso por causa de quê? Aflição causada pela estreia! AFE!

mulher aflita

                         Quero escrever muito e sobre tudo, mas nada vem! Desejo que as ideias repentinas e espontâneas venham com furor, brotem com exaltação, entusiasmo e frenesi!

mulher louca 1

                        Sendo assim, “vambora pro computa trabaiá”!

mulher digitando

                        Ops! Traduzo: Vou rapidamente para o computador deixar a indolência e a lentidão de um lado, a moleza e a morosidade para o outro e, em frente: uma crônica construída com rapidez e diligência; um texto produzido com cuidado e sensibilidade; uma atividade elaborada com ânimo, coragem e vontade. Em breve nas melhores casas do ramo! Aguardem-me! Volto logo!

beijo

Simone Possas Fontana

(escritora gaúcha de Rio Grande-RS, membro correspondente da Academia Riograndina de Letras,

autora dos romances: MOSAICO e A MULHER QUE RI)

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s